16 de nov de 2009


você que inventou a saudade
ora, tenha a decência de desinventar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário