30 de jul de 2007

E vida tão generosa comigo veio através do Jorge Vercilo, me apresentar a vocês...


A noite de sexta-feira (27/07/07), foi mais uma daquelas noites inesquecíveis. Por quê? Simplesmente porque pude rever o meu amado cantor, Jorge Vercilo. Quem me conhece sabe o quanto ele é especial para mim. As canções desse poeta fazem parte da trilha sonora da minha vida. Tantos os momentos bons como os ruins têm sempre a doce voz de Vercilo para exaltá-los ou amenizá-los.
Quanto ao show, cheguei às 20h e me deparei com uma imensa fila para entrar no teatro. Quase me desesperei, pois achava que não iria conseguir um bom lugar para curtir o show. Para minha surpresa consegui sentar na primeira fila. Além de me deliciar com o show do Jorge conheci pessoas super especiais, atenciosas, simpáticas e que também fazem parte da família "Vercilo". Sim, porque todos nós, fãs do Jorge Vercilo, nos consideramos da família dele porque é assim que ele nos faz sentir. Entre essas pessoas maravilhosas que encontrei estão: Freddy (que já havia tido o prazer de conhecer), Marcinha, Paulinha, Valdeline e Cátia. Pessoas que conhecia através de mensagens carinhosas que mandavam para o nosso querido cantor. Além de outros amigos que fiz, mas que não conheço pessoalmente, ainda. Entre eles: Dani Rêgo Barros, Renata Novacosque, Catharina, Elói, Vera... Hoje, graças ao Jorge formamos um elo de amizade que nunca irá se desvencilhar. O show, como sempre, foi maravilhoso! Mas não posso deixar de lamentar as cenas de fanatismo, ou melhor, de exibição. Várias mulheres subiram ao palco e agarram o Vercilo. Atitudes que os verdadeiros fãs jamais tomariam. Pois quem conhece o Jorge sabe que ele com a maior paciência do mundo recebe os fãs no camarim. A gota d'água foi quando uma dessas histéricas esbarrou com ele, no momento em que ele começava a cantar a música "Fênix". Foi ridículo! Nunca vi o Jorge tão irritado... contudo ele tentou contornar a situação da melhor maneira possível. Continuou cantando e encantando... Aliás, ele é a pessoa mais paciente que conheço e também uma das mais educadas. Depois de tudo o que aconteceu, ainda tenho que agüentar certas pessoas dizerem que ele é muito chato porque não abraçou ou deixou ser beijado pelas histéricas. Assim, ele iria parar o show, mandar fazer uma filinha e receber beijinhos e abraços. Ah! Tenha a santa paciência. É lamentável ter que desejar que apenas os verdadeiros fãs vá aos shows para evitar que cenas como a do último show aconteçam. No mais, Jorge Vercilo e banda arrasaram!!!
"(...) Se carece de definição, me sinto leve, leve..."

Em Órbita
Jorge Vercilo

Quero ter você pelo simples fato de ter tudo a ver,
Não dá pra disfarçar
Céu do bem-querer, tua boca linda, lua sobre o mar
Decifra-me ou te devoro!
Sabe ler meu olhar?
Fissura é pouco, amor
Eu sinto que é mais fundo que o mar
Êxtase, frênesi
É todo meu viver
Em órbita há dias por você
Quero ter você
Muito mais que um dia eu sonhei querer
É só você chegar
Pra me enlouquecer,
Brilho espontâneo de oceano e mar
E um Mediterrâneo no
Azul do olhar, ah, meu Deus!
Deslumbre é pouco, amor
Eu digo que é mais fundo que o mar
Êxtase, frênesi
É o céu do meu viver
Em órbita há dias por você
Sabe ler meu olhar?
Fissura é pouco, amor
Eu sinto que é mais fundo que o mar
Êxtase, frênesi
É todo meu viver
Em órbita até pousar, em órbita até descer
Em órbita há dias por você

UMA GOTA DE ÁGUA

Você já parou, alguma vez, para observar uma gota d’água?
Sim uma pequena gota d’água se equilibrando na ponta de um frágil raminho...
Com graciosidade a gotícula desafia a lei da gravidade, se balançando nas bordas das folhas ou nas pétalas de uma flor.
São gotas minúsculas, que enfeitam a natureza nas manhãs orvalhadas ou permanecem como pequenos diamantes líquidos, depois que a chuva se vai.
É por isso que um bom observador dirá que a vida seria diferente se não existissem gotas de água para orvalhar a relva e amenizar a secura do solo.
Madre Tereza de Calcutá foi uma dessas almas sensíveis.
Um dia, um jornalista que a entrevistava disse-lhe que, embora admirasse o seu trabalho junto aos pobres e enfermos, considerava que o que ela fazia, diante da imensa necessidade, era como uma gota d’água no oceano. E aquela pequena sábia-mulher, lhe respondeu: “sim, meu filho, mas sem essa gota d’água o oceano seria menor.” Sem dúvida uma resposta simples e extremamente profunda. Pois sem os pequenos gestos que significam muito, a vida não seria tão bela...
Um aperto de mão, em meio a correria do dia-a-dia...
Um minuto de atenção a alguém que precisa de ouvidos atentos, para que não caia nas malhas do desespero...
Uma palavra de esperança a alguém que está à beira do abismo.
Um sorriso gentil a quem perdeu o sentido da vida.
Uma pequena gentileza diante de quem está preso nas armadilhas da ira.
O silêncio, frente à ignorância disfarçada de ciência...
A tolerância com quem perdeu o equilíbrio.
Um olhar de ternura para quem pena na amargura.
Pode- se dizer que tudo isso são apenas gotas d’água que se perdem no imenso oceano, mas são essas pequenas gotas que fazem a diferença para quem as recebe.
Sem as atitudes, aparentemente insignificantes, que dentro da nossa pequenez conseguimos realizar, a humanidade seria triste e a vida perderia o sentido.
Um abraço afetuoso, nos momentos em que a dor nos visita a alma...
Um olhar compassivo, quando nos extraviamos do caminho reto...
Um incentivo sincero de alguém que deseja nos ver feliz, quando pensamos que o fracasso seria inevitável...
Todas essas são atitudes que embelezam a vida.
E, se um dia alguém lhe disser que esses pequenos gestos são como gotas d’água no oceano, responda, como Madre Tereza de Calcutá, que sem essa gota o oceano de amor seria menor.
E tenha certeza disso, pois as coisas grandiosas são compostas de minúsculas partículas.
Sem a sua quota de honestidade, o oceano da nobreza seria menor.
Sem as gotas de sua sinceridade, o mar das virtudes seria menor.
Sem o seu contributo de caridade, o universo do amor fraternal seria consideravelmente menor.
E jamais acredite naqueles que desconhecem a importância de um pequeno tijolo na construção de um edifício.
Lembre-se da minúscula gota d`água, que delicadamente se equilibra na ponta do raminho, só para tornar a natureza mais bela e mais romântica, à espera de alguém que a possa contemplar.
E, por fim, jamais esqueça que são essas mesmas pequenas e frágeis gotas d`água que, com insistência e perseverança conseguem esculpir a mais sólida rocha.

Autor desconhecido

24 de jul de 2007

Para Tu Amor - Juanes

Para tu amor lo tengo todo
Desde mi sangre hasta la esencia de mi ser
Y para tu amor que es mi tesoro
Tengo mi vida toda entera a tus pies

Y tengo también
Un corazón que se muere por dar amor
Y que no conoce el fin
Un corazón que late por vos

Para tu amor no hay despedidas
Para tu amor yo solo tengo eternidad
Y para tu amor que me ilumina
Tengo una luna, un arco iris y un clavel

Y tengo también
Un corazón que se muere por dar amor
Y que no conoce el fin
Un corazón que late por vos

Por eso yo te quiero tanto que no sé como explicar
Lo que siento
Yo te quiero porque tu dolor es mi dolor
Y no hay dudas
Yo te quiero con el alma y con el corazón
Te venero
Hoy y siempre gracias yo te doy a ti mi amor
Por existir

Para tu amor lo tengo todo
lo tengo todo y lo que no tengo también
Lo conseguiré
para tu amor que es mi tesoro
Tengo mi vida toda entera a tus pies

Y tengo también
Un corazón que se muere por dar amor
Y que no conoce el fin
Un corazón que late por vos

Por eso yo te quiero tanto que no sé como explicar
Lo que siento
Yo te quiero porque tu dolor es mi dolor
Y no hay dudas
Yo te quiero con el alma y con el corazón
Te venero
Hoy y siempre gracias yo te doy a ti mi amor

SE O AMANHÃ NÃO VIER


Se eu soubesse que essa seria a última vez que eu veria você dormir, eu aconchegaria você mais apertado e rogaria ao Senhor que protegesse você.

Se eu soubesse que essa seria a última vez que veria você sair pela porta, eu abraçaria, beijaria você, e chamaria você de volta para abraçar e beijar uma vez mais.

Se eu soubesse que essa seria a última vez que ouviria sua voz em oração, eu filmaria cada gesto, cada palavra sua para que eu pudesse ver e ouvir de novo, dia após dia.

Se eu soubesse que essa seria a última vez, eu gastaria um minuto extra ou dois, para parar e dizer: "EU TE AMO", ao invés de assumir que você já sabe disso.
Se eu soubesse que essa seria a última vez, eu estaria ao seu lado, partilhando do seu dia, ao invés de pensar: "Bem, eu tenho certeza que outras oportunidades virão, então eu posso deixar passar esse dia".

É claro" que haverá um amanhã para se fazer uma revisão, e nós teríamos uma segunda chance para fazer as coisas da maneira correta.
"É claro" que haverá um outro dia para dizermos um ao outro: "EU TE AMO", e certamente haverá uma nova chance de dizermos um para o outro: "Posso te ajudar em alguma coisa?"

Mas no caso de eu estar errado, e hoje ser o último dia que temos, Eu gostaria de dizer O QUANTO EU AMO VOCÊ, e espero que nunca nos esqueçamos disso. O dia de amanhã não está prometido para ninguém, jovem ou velho, e hoje pode ser sua última chance de segurar bem apertado, a pessoa que você ama. Se você está esperando pelo amanhã, porque não fazer hoje?

Porque se o amanhã não vier, você com certeza se arrependerá pelo resto de sua vida, de não ter gasto aquele tempo extra num sorriso, num abraço, num beijo, porque você estava "muito ocupado" para dar para aquela pessoa, aquilo que acabou sendo o último desejo que ela queria.

Então, abrace o seu amado, a sua amada hoje. Bem apertado. Sussurre nos seus ouvidos, dizendo,
o quanto o(a) ama e o quanto o(a) quer junto de você. Gaste um tempo para dizer: "Me desculpe", "Por favor", "Me perdoe", "Obrigado", ou ainda: "Não foi nada", "Está tudo bem".
Porque, se o amanhã jamais chegar, você não terá que se arrepender pelo dia de hoje.

Este texto foi anexado no mural de comunicação interna da TAM, após o trágico acidente que aconteceu no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

23 de jul de 2007

Música



Divina Música!
Filha da Alma e do Amor.
Cálice da amargura
E do Amor.
Sonho do coração humano,
Fruto da tristeza.
Flor da alegria, fragrância
E desabrochar dos sentimentos.
Linguagem dos amantes,
Confidenciadora de segredos.
Mãe das lágrimas do amor oculto.
Inspiradora de poetas, de compositores
E dos grandes realizadores.
Unidade de pensamento dentro dos fragmentos
Das palavras.
Criadora do amor que se origina da beleza.
Vinho do coração
Que exulta num mundo de sonhos.
Encorajadora dos guerreiros,
Fortalecedora das almas.
Oceano de perdão e mar de ternura.
Ó música.
Em tuas profundezas
Depositamos nossos corações e almas.
Tu nos ensinaste a ver com os ouvidos
E a ouvir com os corações.

Kahlil Gibran

O Louco


"Perguntais-me como me tornei louco. Aconteceu assim:
Um dia, muito tempo antes de muitos deuses terem nascidos, despertei de um sono profundo e notei que todas minhas máscaras tinham sido roubadas - as sete máscaras que eu havia confeccionado e usado sete vidas - corri sem máscara pelas ruas gritando: "ladrões, ladrões, malditos ladrões!"
Homens e mulheres riram de mim e alguns correram para casa, com medo de mim.
E quando cheguei à praça do mercado, um garoto trepado no telhado de casa gritou: "É um louco!" olhei para cima, para vê-lo. O sol beijou-me pela primeira vez minha face nua.
Pela primeira vez, o sol beijava minha face nua, e minha alma inflamou-se de amor pelo sol e não desejei mais minhas máscaras. E, como num transe, gritei: "Benditos, benditos sejam os ladrões que roubaram minhas máscaras!"
Assim me tornei louco.
E encontrei, tanto liberdade como segurança em minha loucura: A liberdade da solidão e a segurança de não ser compreendido, pois aquele que compreende escraviza alguma coisa em nós."

Kahlil Gibran

18 de jul de 2007


"...me disseram que sonhar era ingênuo, e daí?
Nossa geração não quer sonhar,
pois que sonhe a que há de vir."


Este é um trecho da música Travessuras composta por Oswaldo Montenegro.

17 de jul de 2007

Guarde nos Olhos...

Em primeiro lugar vou explicar o nome que escolhi para este blog. "Guarde nos Olhos" é uma bela música composta por Ivan Lins e Vitor Martins. Ela fala de coisas simples que muitas vezes tornam-se invisíveis aos nossos olhos, mas que se forem observadas com atenção nos revelam que a felicidade está nas coisas simples da vida. Pensei em vários nomes para este blog (a maioria relacionados com música), tentei fugir das músicas de Jorge Vercilo (cantor que amo), em parte, consegui, pois a música não foi composta por ele. Contudo, Ivan Lins convidou Vercilo para participar do DVD Ao Vivo e "Guarde nos Olhos" foi a música escolhida para o dueto. Tenho que admitir não é fácil se desvencilhar de Jorge Vercilo. "(...) eu tô na tua teia."
Segue a letra da música que dá título ao blog.



Guarde nos Olhos
Guarde nos olhos
A água mais pura da fonte
Beba esse horizonte
Toque nessas manhãs
Guarde nos olhos
A gota de orvalho chorando
Guarde o cheiro do cravo
Do jasmim, do hortelã
Guarde o riso
Como nunca se fez
Corra os campos
Pela última vez
Guarde nos olhos
A chuva que faz as enchentes
Vai um pouco com a gente
Rumo a capital
Vai dentro da gente
Vamos pra capital
...Tá nos olhos da gente